domingo, 14 de agosto de 2011

Minhas impressões sobre o Heello



As únicas redes sociais que eu tenho conta são o Twitter, MSN, Facebook , Tumblr (feito recentemente, e na real, não curti muito não) e uma menos conhecida e voltada para gamers chamada Playfire. De todas essas, a minha favorita é o Twitter, na qual eu sou viciado. E agora, resolveram fazer um concorrente pra ele, o tal do Heello.

O negócio é que o Heello foi criado por Noah Everett, o mesmo cara que criou o Twitpic, por isso tem gente especulando que isso é um tipo de resposta à nova função do Twitter que integra imagens no próprio site.

Minha primeira impressão ao me cadastrar nele foi que ainda estava no Twitter, mas o design e os nomes de algumas funções foram mudados. “Tweet” é “Ping” (inclusive com o mesmo limite de 140 aracteres), “Retweet” é “Echo”, “Follow” é “Listen”, e por aí vai. Até mesmo o username é precedido de “@”!

Star Wars Episode II: Attack of The Clones. Sim, é isso que você sentirá quando logar no Heello.


Além de ser uma cópia, o Heello ainda é uma cópia inferior. Nele não existem hashtags, muito menos algo parecido com os TT’s, além de várias outras funções encontradas no “concorrente”. A única coisa que não é “chupada” do Twitter, é que os pings aparecem em tempo real na Timeline.

Uma coisa interessante é que você pode sincronizar o Hello ao Twitter e ao Facebook, e então seu ping será postado também nas outras duas redes sociais.

Em resumo, eu não trocarei o Twitter pelo Heello. E acredito que a grande maioria dos usuários também não. Aliás, na minha opinião, o Heello não poderá brigar de igual pra igual com o Passarinho Azul, simplesmente porque ele é muito mais famoso e está disponível pra quase todo tipo de plataforma.

0 comentários:

Postar um comentário