terça-feira, 11 de outubro de 2011

Terra Nova [Impressões]


Começo aqui parabenizando a Fox pelo feito de trazer uma das séries mais esperadas do ano mais ou menos duas semanas depois da estreia nos EUA, e em episódio duplo, como na terra do Tio Sam.

Sobre a série em si: eu estava aguardando muito ela. Bem, é o SPIELBERG envolvido com uma série sobre DINOSSAUROS. Convenhamos que é de animar qualquer um. Minhas expectativas não foram frustradas com a série, que sim, apresenta alguns erros, mas no geral me agradou muito.

Acho que a essa altura todos devem saber da premissa da série: no ano de 2149, o mundo está muito “debilitado”: o ar é totalmente poluído, tanto que não dá pra ver nem o Sol nem a Lua direito. Pra tentar contornar a situação pessoas são mandadas 85 milhões de anos no passado pra colônia Terra Nova, pra tentar mudar o futuro. Pra mim, só a premissa com viagens no tempo e tal, já é melhor que Parque dos Dinossauros.

Então conhecemos a família Shannon, os protagonistas da série. Ela é composta pelo patriarca Jim, um ex-policial, a esposa dele Elisabeth, uma médica (acredite, seus empregos têm grande importância pra trama), e seus filhos Josh, Maddy e Zoe.


As primeiras cenas, ainda no ano de 2149, são de um ritmo rápido e cheias de ação. E eu achei aquele negócio de controle de população uma boa sacada. Já em Terra Nova, vemos eles se acostumando a um mundo novo, e mesmo assim tendo conflitos normais de uma família. Infelizmente isso rende alguns clichês.

Os efeitos especiais são espetaculares, principalmente os dinossauros. Aliás, os repteis gigantes não são o plano central da trama, em vez disso, temos antagonistas de uma colônia que se separou de Terra Nova, e alguns mistérios bem interessantes sobre viagem no tempo.

Realmente a série é muito boa. Cheia de elementos interessantes, e transbordando ação e ficção científica. Vou esperar ansiosamente os próximos episódios.

0 comentários:

Postar um comentário